A história da Páscoa

Postado por Matheus Tonon - -


A história da Páscoa contada de uma forma que você vai se apaixonar! 


Por Marcell Steuernagel

Durante o tempo de Advento (as quatro semanas que antecedem o Natal), conversamos muito na Comunidade do Redentor a respeito da preparação para o Natal. Falamos a respeito de como é importante cultivar este tempo para não correr o risco de passarmos “ilesos” pelas festividades de final de ano, perdendo assim a oportunidade de refletir a respeito do verdadeiro impacto da chegada de Cristo. Quando Jesus se torna gente, ele entra no mundo para causar um impacto maior do que podemos entender – um impacto que acontece em um ponto específico da história mas que se estende, como os círculos concêntricos criados ao se jogar uma pedra na água, por toda esta história.

Este arco que começa no Natal se desenvolve em direção à Páscoa. O calendário cristão começa no Advento e na Páscoa chega ao seu ápice. Este é verdadeiramente o momento dramático e essencial da fé cristã; o momento em que este Cristo que se tornou gente caminha para o maior sacrifício de todos, e através deste sacrifício nos abre a porta para estarmos novamente em comunhão com o Pai.

É impossível enfatizar também aqui a importância de prepararmos nossos corações para receber este acontecimento. Um versículo do livro de Esdras ajuda a ilustrar este ponto:
“Porque Esdras tinha preparado o seu coração para buscar a lei do SENHOR e para cumpri-la e para ensinar em Israel os seus estatutos e os seus juízos.” Esdras 7:10

Nossa busca pelo Senhor precisa ser sempre intencional. Buscar, cumprir e ensinar os caminhos de Deus é nosso papel como igreja; tanto uns para os outros como também para o mundo ao nosso redor. É para isto que Jesus nos conclama quando ele nos chama de “sal da terra”. Se não estamos abertos para as realidades do Reino e para o impacto da morte e ressurreição de Cristo, perdemos o centro da fé cristã – e, consequentemente, nosso próprio centro.

Nosso convite é que novamente possamos nos preparar para entender e viver a Páscoa com intensidade, intencionalidade e compromisso com o Deus do Evangelho.


Retirado de Comunidade do Redentor

Comentário(s):